Colheita do sal marinho

O ouro branco do Algarve

O sal marinho tradicional provém da evaporação natural da água do mar causado pelo sol e vento. A água límpida do Atlântico e a colheita cuidadosa dão origem a um sal naturalmente branco: o "ouro branco" do Algarve. O sal marinho tradicional é completamente natural e livre de aditivos. Como não é purificado ou articificialmente seco, é rico em sais minerais e elementos essenciais da água do mar.


Salinas

As salinas tradicionais da Ria Formosa e do Sapal de Castro Marim

As salinas tradicionais de sal do mar premium estão situadas nas reservas naturais da costa atlântica, dentro da protegida "Ria Formosa" e "Sapal de Castro Marim". O design destas salinas seguem uma antiga tradição de 2.000 anos, e muitas delas possuem peças históricas, como moinhos de maré e bacias usadas para a coleta de sal ao longo dos séculos.

A produção é limitada não só pelas condições meteorológicas e colheita manual, mas também pela medida de cristalização de 1:10 e das áreas de concentração a serem encontradas nas panelas tradicionais de sal.


Níveis de qualidade

Flor de Sal, Sal Tradicional e Sal do Mar

A colheita deste sal é efectuada com 3 níveis de qualidade:

Flor de Sal
Flor de Sal é a "flor" do sal marinho. Aparece como uma camada fina que flutua sobre a superfície dos talhos. Estes primeiros cristais frágeis são cuidadosamente recolhidos diariamente desde que as condições metereológicas o permitam e a sua secagem é feita ao sol antes de serem empacotados.

Sal Tradicional
Este sal marinho que não é processado forma-se nas salinas tradicionais. Com a crescente concentração da salina os cristais começam a formar-se e precipitam no fundo dos talhos durante acerca de 10 - 14 dias. Após esse tempo recolha-se o sal com rodos de madeira e deixa-se secar naturalmente, enquanto se enchem os talhos com nova salina. A secagem ao sol e a ausência de qualquer processamento artificial preservam a humidade natural e os minerais beneficiais da água do mar.

Sal do Mar
No final da época este sal de qualidade é colhido com uma pequena máquina, cuidadosamente conduzida. Os cristais de sal têm uma estrutura sólida, assim, o Sal do Mar muitas vezes é vendido moído e verifica-se que é menos solúvel em água.
 


Colheita do sal

O processo da colheita manual do sal no Algarve é uma tradição com mais de 2000 anos.

A época do sal marinho geralmente começa em Maio, quando as chuvas de Primavera param, as lagoas, diques e travas de madeira foram limpas e preparadas. A água do mar Atlântico fresco flui para as salinas e evapora gradualmente em lagoas contínuas, até que chegam a uma concentração de sal de 150 a 180 gramas por litro. A salmoura é então enviada para as pequenas e planas panelas cristalizadoras. A uma concentração de 250-280 gramas por litro, o sal começa a cristalizar e está pronto dentro de alguns dias e será recolhido à mão. Após cada colheita, o novo salmoura é adicionado e novo sal cristaliza. Este processo é repetitivo até a última colheita no final de Setembro, antes das chuvas do Outono começarem a cair. No Inverno, as salinas permanecem cobertas pela água e pelos “Marnotos” que cuidam da manutenção das salinas e da reparação de suas ferramentas de colheita artesanais.


Comércio do sal

Produtos de alta qualidade de Marisol

Os elementos chave na produção de sal de qualidade são as águas límpidas do Atlântico, a colheita cuidadosa à mão, favorecida pela ausência de emissões industriais e a época de verão algarvia, que é tipicamente soalheira e ventosa. A produção pode variar, pois depende do clima durante a época da colheita, causando limitações aos stocks.

A qualidade está acima de tudo para a Marisol, e seleccionamos apenas o sal natural, não processado, proveniente das salinas do sotavento algarvio e não das salinas industriais que também se encontram no Algarve.
Dependemos de uma relação de confiança com os nossos sócios, preços justos para os produtores e transparência para os nossos clientes. Em conjunto com os nossos fornecedores e certificadores, é o nosso objectivo preservar uma tradição antiga bem como estabelecer uma produção sustentável de sal. A certificação pela Certiplanet e a Natural Food Certifiers garante a colheita cuidadosa à mão e a segurança na composição química do sal em si. No entanto, é a Marisol, que garante a sua qualidade e o seu sabor.


As nossas Recomendações
Publicidade